17 abril 2018

Quem não está sabendo se comunicar com os potiguares?

Deputado Kelps Lima
No último domingo (15) o jornalista Bruno Barreto publicou em seu blog uma entrevista com a senadora e pré-candidata ao Governo do RN, Fátima Bezerra (PT).

O desdobramento que mais repercutiu foram as críticas à entrevista por parte do também pré-candidato a governador, Deputado estadual Kelps Lima (solidariedade).

Para o parlamentar Fátima, que é líder nas pesquisas, está "desconectada" dos problemas do RN ao se focar demasiadamente em temas nacionais como o golpe, o combate ao "governo" Temer e a defesa de Lula.

A assessoria de Kelps enviou uma nota para o Jornalista criticando a entrevista de Fátima (???). Segue trechos da nota que merecem uma análise mais atenta:

"Fátima, apesar de coerente com seu histórico político, se detém principalmente em defender Lula, falar sobre o suposto Golpe e repetir o Fora Temer. [...] A leitura que se faz da entrevista a Bruno Barreto é a de que Fátima continua desconectada com o Rio Grande do Norte e dando prioridade à pauta nacional”,  (ênfase nossa)

A senadora denuncia uma tomada de poder através de um impeachment sem crime, comprovadamente articulado por corruptos notórios e que o deputado chama de "suposto golpe." Fátima pede a saída de um presidente ilegítimo, sem credibilidade, rejeitado por 70% dos brasileiros e que acabou com o país e a democracia. Por fim, a Senadora se concentra na defesa de Lula, um preso político, condenado sem provas e com o único propósito de tirá-lo das eleições e satisfazer a sanha vingativa das elites.

Ou seja, para o Deputado Kelps o desrespeito a soberania popular (anulação de 54 milhões de votos sem crime), o combate a um presidente ilegítimo e rejeitado pela maioria dos brasileiros, a denúncia da prisão ilegal e sem provas do maior líder político da história do país são pautas "inadequadas" para o Rio Grande do Norte e "desconectadas" com os problemas da sociedade potiguar.

Essa postura do Deputado e do seu partido, talvez explique o motivo de Fátima Bezerra ser a líder na corrida para o Governo do Estado e revela também um erro de avaliação do deputado na hora de elencar as pautas que realmente interessam os potiguares. 

Quem realmente está desconectado com os problemas do RN e com dificuldade de se comunicar com os Potiguares?

Governador Robinson Faria entra na campanha para reeleição

Governador Robinson Faria nos estúdios da Rádio Difusora (Foto: Allan Erick)
Depois de várias passagens relâmpago e anônimas por Mossoró e Região, o Governador Robinson Faria (PSD) fez uma visita alongada (e divulgada previamente) à capital do Oeste Potiguar na segunda-feira (16). Oficialmente o governador veio cumprir agenda administrativa, ou seja, prestar contas de sua administração e visitar obras em andamento, mas um olhar mais atento nos compromissos de Robinson revelam um objetivo latente: Melhorar a sua imagem, desgastada por uma gestão repleta de problemas e abrir espaço para a sua candidatura a reeleição.

A manhã do Governador foi inteiramente dedicada a entrevistas em emissoras de rádio da cidade. Entre 09h e 12h foram três participações nas rádios Difusora AM, FM 93 (Resistência) e FM 95 (TCM), respectivamente. O que se viu foi um Robinson Faria seguro, bem preparado e que levava consigo uma pasta com estatísticas e informações sobre ações e obras do seu governo. O material era consultado pelo Governador a cada questionamento feito pelos seus entrevistadores. Se saiu muito bem, diga-se.

Sem falar de política, mas falando...

Em relação a sua candidatura, Robinson adotou o discurso da "política em segundo plano" e insistiu que não está preocupado com as seu futuro político, que quem vai decidir isso é o povo. Ele afirmou que pretende manter um diálogo com os norte-riograndenses e só então decidirá sobre sua candidatura já que, como disse várias vezes, tem como principal objetivo cumprir com as suas obrigações de governador. 

O chefe do executivo potiguar também sinalizou positivamente em direção à prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini (PP) e chegou a afirmar, sem meias palavras, que uma aliança com a pepista depende só dela.

A estratégia adotada por Robinson não é nova, ao contrário, é um clichê. O político com baixa popularidade que em ano de eleição resolve mostrar serviço, ao mesmo tempo em que mantém a sua candidatura em aberto, condicionando-a ao "anseio popular."

Seja como for, ela parece ter funcionado nessa primeira investida. Robinson já parece mais "leve" aos olhos de seus críticos. Preparou-se muito bem e conseguiu se impor diante dos entrevistadores, fez elogios, mandou recados e, pelo menos nas entrevistas, conseguiu convencer o ouvinte de que o seu governo, afinal, não é tão ruim como se pinta. Tudo isso "evitando" falar de política.

Não há como deixar de reconhecer o gol de placa de sua assessoria e equipe de marketing.

07 abril 2018

A história precisa e deve ser provocada e registrada


Enquanto o mundo todo olha, fica ciente e reconhece a perseguição a Lula pelo aparato jurídico-midiático-golpista, jornalistas "isentões" de Mossoró, numa tentativa de acompanhar o pensamento dos seus pares da grande mídia, querem que Lula se entregue cabisbaixo, sem resistência, aceite uma prisão ilegal e corrobore com a ópera bufa do juiz fascista das camisas negras. 

É uma estratégia de marketing, dizem...

Quando os congoleses eram brutalizados pelos belgas no final do século XIX e início do século XX, a fotógrafa Alice Seeley Harris usou sua câmera para registrar e expor ao mundo os horrores do colonialismo Belga no Congo. Visionária, Harris anteviu o impacto daquelas fotos e o seu papel na história.   

Os documentos que mostravam a violência, escravidão e exploração aos congoleses pelos agentes do rei da Bélgica Leopoldo II, foram importantíssimos para dar fim a barbárie estatal e hoje compõem um acervo histórico e de importância única.

Fosse nos dias atuais a estratégia da missionária Alice Harris seria vista como "jogada de marketing," "vitimismo" ou qualquer outra expressão parida do ideário fascista.

27 fevereiro 2018

Receita começa a receber a declarações de IR 2018 a partir de 1º de março

Já encontra-se disponível no site da Receita Federal, o programa gerador do Imposto de Renda 2018, ano-base 2017. O contribuinte pode baixá-lo para fazer a declaração. O prazo de entrega vai de 1º de março a 30 de abril de 2018. 

Deve declarar neste ano quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2017. Entre as novidades estão o maior detalhamento dos bens do contribuinte e a obrigatoriedade de informação de CPF de dependentes a partir dos 8 anos de idade. 

A declaração pode ser elaborada através do computador, por meio do Programa Gerador da Declaração - IRPF2018, que estará disponível no site da Receita Federal na internet, no endereço: http://rfb.gov.br e também por dispositivos móveis, tais como tablets e smartphones, mediante acesso ao serviço “Meu Imposto de Renda”, através do aplicativo APP “Meu Imposto de Renda”, disponível nas lojas de aplicativos Google play, para o sistema operacional Android, ou App Store, para o sistema operacional iOS. 

A restituição vai acontecer no período de junho a dezembro e os contribuintes que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, serão os primeiros a serem restituído. 

Idosos, portadores de doenças graves e necessidades especiais terão prioridade. 

A multa para o contribuinte que não fizer a declaração ou entregá-la fora do prazo será de, no mínimo R$ 165,74. O valor máximo corresponde a 20% do imposto devido.

21 fevereiro 2018

Projeto de Lei de Iniciativa Popular pode rever lei das rádios comunitárias

Rádios comunitárias de todo o País devem apresentar um Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLIP), sugerindo alterações no texto da lei que regulamenta o Serviço de Radiodifusão Comunitária (nº 9.612/1998).

A legislação em vigor há 20 anos impõe uma série de limitações ao funcionamento de emissoras não comerciais, como a limitação da frequência do serviço de radiodifusão sonora, que permite que as emissoras comunitárias funcionem com potência máxima de apenas 25 watts, o que limita o alcance das rádios para 1 quilômetro de distância e altura do sistema não superior a 30 metros, alcance muitas vezes insuficiente para cobrir uma comunidade.

O descumprimento dessas normas é considerado "desenvolvimento clandestino de atividades de telecomunicação”, segundo o Código Brasileiro de Telecomunicações, e pode resultar em detenção de até quatro anos.

O consenso entre os que atuam em rádios comunitárias é de que a legislação engessa o trabalho dessas emissoras, e tem como objetivo principal conter o avanço da imprensa independente através de uma legislação que beneficia as emissoras comerciais em detrimento das rádios comunitárias, “A rádio comunitária, com raio de ação maior, conseguiria desfazer pela manhã o que a Globo faz de noite”, disse Cléber Silva, presidente da rádio comunitária Valente FM.

Um Projeto de Lei de Iniciativa Popular precisa contar com, no mínimo, 1% do eleitorado nacional, de pelo menos cinco estados.

17 fevereiro 2018

Rádio Rural lança a edição 2018 do concurso "A Mais Bela Voz"


A Rádio Rural de Mossoró, em parceria com o Partage Shopping, lançaram na útima sexta-feira (16), a edição 2018 do concurso "A Mais Bela Voz", que neste ano comemora 50 anos de história. O show de talentos está com inscrições abertas entre os dias 19 e 28 de fevereiro, com premiação para os três primeiros colocados.

História

O concurso ‘A Mais Bela Voz’ é realizado pela Rádio Rural de Mossoró desde 1968, completando 50 anos de história. Com uma marca registrada no alto oeste potiguar como plataforma cultural para artistas de toda a região. O concurso, ao longo de suas edições, tem lançado nomes de cantores locais no universo comercial fonográfico, como Amanda Costa, Edy Lemos, Nida Lira, entre outros.

Premiação

O vencedor do concurso ganhará um cartão pré-pago no valor de R$ 2.000,00 (dois mil reais), uma bolsa de estudos de 1 ano em uma escola de idiomas e um clipe musical produzido pela Sun Produções. 

Já o segundo colocado será contemplado com um cartão pré-pago com o valor de R$ 1.000,00 (um mil reais) e uma viagem com acompanhante para Natal. 

O terceiro colocado recebe um cartão pré-pago com o valor de R$ 500,00 (quinhentos reais) e um celular J5. 

Regulamentos e informações sobre inscrição podem ser visualizados no site www.partageshoppingmossoro.com.br entre os dias 19 e 28 de fevereiro. 

Fotógrafo mossoroense lança o projeto "Geladeira Literária"

O fotógrafo e restaurador Ricardo Lopes acaba de colocar em prática uma ideia que merece ser divulgada: A "Geladeira Literária." Trata-se de uma geladeira convertida em estante para livros. Quem abre o equipamento, ao invés de se deparar com alimentos, encontra vários livros.

A Geladeira Literária está em frente à loja de Ricardo, o "Armazém Chaplin", localizada na Avenida João da Escóssia, 1288, Nova Betânia (Mossoró).

A geladeira materializa a intenção do artista de facilitar o acesso aos livros e, dessa forma, contribuir para estimular o hábito da leitura. "Nossa Geladeira Literária já está devidamente abastecida e a disposição de toda população," escreveu Ricardo Lopes em sua conta no facebook.

Para que a ideia do fotógrafo dê certo, é necessário também o engajamento da população. Os livros que estão na "Geladeira Literária" são para doação, qualquer um que se interessar por um título pode levá-lo para casa, mas como toda geladeira ela precisa ser abastecida. Para que isso aconteça Ricardo Lopes pede que o usuário também deixe um livro na geladeira, como doação, "Temos ótimos livros disponíveis para doação, quem quiser pode vir pegar o seu, e se quiser nos ajudar, pode também trazer suas doações. Estamos muito felizes por mais essa ação, pequena mas feita com muito amor," diz.

Outra forma de ajudar o projeto de Ricardo Lopes é curtindo suas páginas nas redes sociais: Ricardo Lopes no facebook e @ricardolopesfdes e @armazémchaplin no instagran.

Nota do Blog: O blog parabeniza o amigo Ricardo Lopes pela iniciativa.

08 fevereiro 2018

Senado aprova lei que obriga bloqueadores de celular em presídios


O senado aprovou, na última quarta-feira (07), o projeto de lei nº 32/2018, de autoria do senador Eunício Oliveira, que obriga a instalação de bloqueadores de sinais nos presídios do país no prazo de 180 dias. A proposição aprovada pelos senadores faz parte da agenda de segurança pública, uma das grandes prioridades do país.

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN), presidente da Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo, afirmou que essa é uma importante iniciativa de prevenção e combate à ação do crime organizado dentro dos presídios, mas ponderou que somente a aprovação da lei não basta e que é necessário garantir os recursos para a instalação dos equipamentos. A senadora lembrou que a maioria dos estados está passando por uma grave crise econômica. “Na maioria dos estados, falta dinheiro até para colocar gasolina nas viaturas”, disse.

A matéria segue, agora, para análise da Câmara dos Deputados. Caso seja aprovado sem alteração pelos deputados, o projeto de lei será encaminhado para a sanção presidencial.

Crítica

Fátima Bezerra criticou o corte de investimentos em segurança do governo Temer. A senadora disse ser inaceitável que os recursos da segurança pública, que já são insuficientes, ainda recebam cortes do atual governo. “Esses recursos destinados para a segurança pública tiveram um contingenciamento no ano de 2017 de mais de 50%”, explicou.

Para conter o impacto desses cortes, a senadora defendeu a aprovação, após o Carnaval, da PEC 118/2011, que proíbe o contingenciamento de verbas do Fundo Nacional de Segurança Pública (FNSP). 

Petrobras pretende investir R$ 288 milhões em Mossoró este ano


O Plano de Negócios e Gestão (PNG) da Petrobras prevê, para 2018, um investimento de R$ 288 milhões na região de Mossoró, segundo informou José Wellington de Paiva, gerente do ativo de produção de Mossoró. O anúncio foi feito na quarta-feira (07), em uma audiência com a comissão da Câmara Municipal de Mossoró na Base da Petrobrás.

O gerente informou que a Petrobras projeta aprovação de 11 projetos de perfuração, intervenção e outras medidas para que os recursos possam ser aplicados em todo o ativo de produção de Mossoró, como também de outros municípios da região produtora como Upanema, Felipe Guerra, Governador Dix-sept Rosado, Apodi e Areia Branca.

A expectativa é que o aumento do número de sondas em operação possa reaquecer - ou pelo menos "amornar" - a cadeia do petróleo em Mossoró, gerando emprego e renda no município e região.

07 fevereiro 2018

Ex-ministro do STF vai integrar a equipe de defesa de Lula



Considerado um dos maiores especialistas em processo penal no Brasil, o advogado criminalista e ex-ministro do STF Sepúlveda Pertence é o novo integrante da equipe de defesa do ex-presidente Lula. Pertence chega com a tarefa de defender Lula nos tribunais superiores onde acumula uma experiência de 50 anos. 

Discreto, negou que será o protagonista na defesa do ex-presidente e ainda não definiu a estratégia para essa nova fase do processo na terceira instância.

O ex-ministro, considerado um “medalhão” da advocacia, evitou declarações polêmicas, mas disse que o que está acontecendo com Lula é uma perseguição "Pior, a maior desde Getúlio Vargas." Pertence disse também que não sabe se será possível reverter a condenação.

O criminalista afirmou também que sua postura será mais comedida e não vai adotar a postura de confronto com a justiça de Cristiano Zanin Martins.

O reforço de peso na defesa de Lula foi aprovada pelo próprio ex-presidente, a quem Pertence se referiu como “um velho amigo.”

Efeitos

A chegada de Pertence à equipe de defesa de Lula pode surtir alguns efeitos imediatos, um deles, especula-se, é a possibilidade da presidente do STF, Cármen Lúcia se declarar suspeita para julgar Lula. Amiga de longa data de Pertence, Cármen Lúcia deve ao ex-ministro a sua indicação ao STF em 2006. Lula pretendia indicar outro nome, mas seguiu os conselhos do advogado e optou pela nomeação de Cármem Lúcia. Por causa da relação próxia ao ex-ministro, em ao menos duas ocasiões Cármen Lúcia já se declarou suspeita para julgar processos que tinham Sepúlveda Pertence como defensor.  

Nota do Blog: Eu nunca acreditei que o problema de Lula fosse a qualidade da sua defesa, o problema é o próprio sistema de justiça que está empenhado em cumprir o seu papel de tornar Lula inelegível e destruí-lo. Acreditar que outro excelente advogado pode mudar isso é mais uma crença (fé cega) que parte da esquerda teima em depositar nas instituições que integram, como disse Jucá, " o grande acordo nacional."