30 dezembro 2012

Tereré

Dentre os costumes que herdei do meu segundo estado, o Mato Gorsso do Sul, está o hábito de tomar tereré. Infelizmente a matéria prima necessária para preparar a bebida, a erva-mate, é difícil e cara em terras potiguares, mas isso não me impede de tomar tereré quase que diariamente. Preparar tereré não é nenhum bicho de sete cabeças, mas o post vale a pena, já que a maior parte da minha audiência é do Nordeste, região onde a bebida é desconhecida. Vamos lá...

Para preparar um legítimo tereré sul-matogrossense você vai precisar de erva-mate, uma "guampa" e uma "bomba" (da esquerda para a direita). Guampa é o recipiente onde se coloca a erva-mate, feito de chifre de boi, e a "bomba" é uma espécie de canudo de metal usado para sugar a bebida.


1º Passo: Coloque a bomba dentro da guampa e em seguida coloque a erva-mate, mas não de modo uniforme, tente distribuir a erva de modo que ela forme um um declive, como na foto abaixo.


2º Passo: Coloque água gelada lentamente e somente na parte mais baixa da erva, preservando a parte de cima seca. Veja na foto abaixo.

  

Depois é só formar uma "roda" (geralmente se forma um círculo de pessoas para tomar tereré), beber e papear. Antes que me perguntem, o tereré só te deixa mais ativo, já que a erva tem propriedades estimulantes, mas não te deixa chapado!

No Mato Grosso do Sul existe um ditado que diz: "Quando avistar uma roda de tereré, fuja". Diz a lenda que uma roda de tereré é sinônimo de fofoca...maldade desse povo...mas por via das dúvidas...