01 janeiro 2018

Policiais que incitam e defendem a paralisação no RN podem ser presos

Cláudio Santos
Do G1 RN

O desembargador Cláudio Santos, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN), determinou no domingo (31) que os comandantes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e o delegado-geral da Polícia Civil do estado prendam os policiais responsáveis por incitar, defender ou provocar a paralisação iniciada no último dia 19.

A decisão foi favorável a um pedido do governo do RN, que argumentou que os servidores da segurança desobedeceram à primeira decisão da Justiça, no domingo (24), que considerou o movimento ilegal.

Nota do Blog: O privilegiado judiciário, com seus salários nababescos (a maioria acima do teto constitucional) e privilégios que vão do berço à urna funerária, determina que os policiais trabalhem mesmo sem receber salário e em condições de trabalho que colocam suas vidas em risco. Uma beleza.

Um comentário:

  1. Tô esperando esse desembargador se engajar pelo fim dos salários acima do teto constitucional, que tanto favorecem a grande maioria do judiciário. Aí sim, é coisa pra gente de brio e coragem, mas se engajar pelo fim da UERN, na condição de universidade pública e gratuita ( como ele fez um tempo atrás) e exigir que quem não recebe salário volte ao trabalho é fácil, né?

    ResponderExcluir