12 julho 2018

Gula fiscal de Rosalba faz multas de trânsito aplicadas pela Prefeitura crescem 118% em 2018


Um acompanhamento feito pelo Jornalista Bruno Barreto, através do Portal da Transparência,  sugere que a Prefeitura Municipal de Mossoró está usando as multas aplicadas pelo município para aumentar a arrecadação. A disposição de incrementar a chamada "indústria da multa" já havia sido denunciada pelo jornalista em abril de 2017. Segundo Bruno, os agentes de trânsito de Mossoró estavam sendo pressionados pela prefeitura a cumprirem "metas" na aplicação de multas com o objetivo de arrecadar.

Apesar de negar a prática, as ações da prefeitura e principalmente os números, não deixam dúvidas. O levantamento revelou que:  

Comparando o primeiro semestre de 2018 com o de 2017 as multas de trânsito cresceram 118%. Foram R$ 1.128.560,00 entre janeiro e junho do ano passado contra R$ 2.468.158,55 no mesmo período em 2018. Os dados são do Portal da Transparência. (Bruno Barreto)

A gestão da prefeita Rosalba Ciarlini quer mais. O aumento da receita gerado pela aplicação das multas ainda não foi suficiente para saciar a gula fiscal da municipalidade. A prefeita investiu em tecnologia de monitoramento para aumentar ainda mais a arrecadação com as multas, exemplo disso é a instalação de câmeras nas principais vias da cidade para multar os motoristas que cometerem qualquer deslize. 

Gula Fiscal 


A Gula Fiscal é uma das marcas da gestão Rosalba Ciarlini. Desde que assumiu a prefeitura, a chefe do executivo municipal aumentou de forma exorbitante o IPTU e criou mecanismos legais para estrangular o contribuinte. 

O município conseguiu aprovar em dezembro de 2017, com o apoio da bancada governista na câmara, um projeto de Lei que autoriza a Secretaria Municipal de Fazenda e a Procuradoria Geral do Município a incluírem devedores de IPTU, multas de trânsito, ISS e quaisquer outras taxas municipais no SPC ou Serasa, caso o pagamento não seja feito em cartório.

Antes, a Prefeitura de Mossoró não conseguia, por via judicial, negativar os nomes de quem tivesse dívidas abaixo de R$ 2 mil. Após a sanção da lei, qualquer pessoa que estiver em dívida com a Prefeitura de Mossoró, a partir de R$ 500, pode ter o nome negativado. Clique AQUI e saiba mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário