14 agosto 2018

Não vou mais perder tempo com Ciro Gomes


Não quero mais perder tempo com Ciro Gomes (PDT). Sua grande inteligência política rivaliza com o destempero verbal e faz dele um grande adversários de si mesmo. Isso basta.

Mas é preciso registrar algumas vaidades do pré-candidato à presidência, que ele insiste em pintar falsamente com as cores da democracia.

Ciro se diz favorável a uma "união das esquerdas" para derrotar o fascismo e neoliberalismo que se instalaram no Brasil. Mas a sua incontinência verbal o trai, bem como o que se poderia entender como "estratégia eleitoral" de sua pré-campanha.

Ciro concedeu entrevista à CartaCapital que vai ao ar nesta terça-feira às 20h nas redes sociais da revista. O veículo adiantou algumas declarações do presidenciável, dentre elas uma onde ele critica a estratégia do PT de levar a candidatura de Lula até as últimas consequências. Disse ele:
"Eu não participo de fraude. Isso que o PT armou é uma fraude. As pessoas têm direito de ser respeitadas" 
Não vou entrar no mérito do processo e condenação de Lula, já que é cada vez mais evidente a perseguição jurídica e midiática ao ex-presidente.

A candidatura de Lula não pode ser entendida a partir de uma análise linear (clique AQUI e leia), que eu acredito não ser o caso de Ciro, homem inteligente que é. O pedetista sabe muito bem o que está acontecendo no país e da conspiração montada com o objetivo de barrar Lula, isso por si só já mostra a necessidade de uma união das esquerdas, que Ciro diz ser favorável.

Em outro trecho da entrevista Ciro afirma que é um "insulto" ser convidado para ser vice da chapa do PT, após ter se lançado candidato à presidência.

Não seria um "insulto" para Ciro a desistência de Lula, que tem 40% da preferência do eleitorado, ou do candidato do PT, maior partido do parlamento e com capital eleitoral em torno de 20% da preferência, para apoiá-lo, um candidato que tem entre 4% e 5% em todas as sondagens.

Para Ciro, a "união das esquerdas" só serve se for em torno dele, mesmo sendo um nanico eleitoral.

Fica claro que não é Lula e o PT que colocam o Brasil para dançar na beira de um abismo.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário